We use "cookies" to personalize our content, tailor Ads, measure their performance, and provide you with a better, faster, safer experience. By using our services, you agree to our Cookie Policy. Mais info e configurações. Aceitar

Apresentação de Deyverson confirma que ele pode brilhar no Palmeiras

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 2,995

Pin
O ex-atacante do Benfica e do Alavés chega cheio de vontade de brihar pelo 'Verdão'. Goal

Apresentação de Deyverson confirma que ele pode brilhar no Palmeiras

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 2,995

Além de boas características técnicas, atacante está empolgado com o 'Verdão' e tem carisma de sobra.

Naturalmente Deyverson já poderia ser avaliado como um bom reforço para o Palmeiras. As características técnicas deles o credenciam a isso. Mas a chegada dele ao clube, nesta segunda-feira (17), serviu para comprovar como o atacante tem potencial para brilhar no 'Verdão'.

Pouco conhecido no Brasil, Deyverson mostrou na Espanha as boas qualidades: é um atacante canhoto, rápido e com bom poder de finalização. Como Cuca ainda não conseguiu acertar o time com Miguel Borja na área, há um espaço vago para o novo reforço conquistar.

E ele está cheio de vontade de conquistar isso. Chamou atenção na apresentação como ele está empolgado para defender o novo clube: "Quando eu soube que o Palmeiras tinha interesse em me contratar, deixei tudo de lado. Muita gente falou que dei um passo atrás. Dei um dez passos à frente. Palmeiras é um clube quase europeu. Eu estou aqui no Palmeiras hoje e não voltaria atrás nunca".

Ambicioso, Deyverson acredita que o 'Verdão' pode ajudá-lo a ir muito longe: "O Palmeiras tem um grande projeto. Todo jogador tem o sonho de jogar na Seleção. No Brasil terei mais chance".

Além de toda essa vontade, Deyverson também se destacou pelo carisma. Na mesma entrevista coletiva ele mostrou que é capaz de emocionar e divertir, algo que sempre ajuda na relação entre torcida e jogador.

O atacante de 26 anos se emocionou ao falar do início da carreira e da ajuda que o pai, Carlos, lhe deu. Ele até tentou disfarçar no início, mas as lágrimas caíram: "Se for contar minha história, vou chorar aqui. Acho que todo mundo aqui já passou por uma situação complicada na vida. Não sou nenhum anjinho e nenhum santinho para falarem 'tadinho dele'. Todo mundo já sofreu na vida, porque ninguém é perfeito. Mas na minha vida, Deus e meu pai, um cara que...", afirmou, parando por causa da emoção.

Depois Deyverson continuou: "Meu pai batalhou por mim no futebol, deixava de dar comida em casa para dar dinheiro para eu treinar. É um cara que tenho que pedir bastante a Deus pela vida dele e da minha família. Sofri muito.  Acordava às 4 horas da manhã para fazer teste em muitos clubes, bati e voltei, mas nunca desisti. O sonho do jogador é mostrar que é capaz. Não para colocar ninguém para baixo. Para mostrar que na vida você pode realizar seu sonho. Não quero ser melhor do que ninguém, só queria ter meu espaço no futebol".

O atacante contou que foi muito rejeitado em times brasileiros e quase não virou jogador: "Eu falei de desistir, vender salgado. Vendi salgado, mas isso não é tristeza, é orgulho. Se não ajudasse as pessoas a levar sacola no mercado, não tirasse entulho das pessoas do portão, não estaria aqui no Palmeiras. Sou agradecido a Deus por ter passado por dificuldades, porque é na dificuldade que encontramos os grandes guerreiros. Como Golias, que derrubou o gante. Me sinto como se tivesse derrubado um gigante. Estou emocionado, desculpa por ter chorado, mas sofri bastante para estar aqui. Agradeço aos clubes que fui e não me deram oportunidade.Se tivessem falado sim, talvez não estaria aqui. Sou muito sentimental e minha vida foi assim. Se tiver dificuldade, vou enfrentar de cara. Já enfrentei quando era pequeno, não é agora que vou baixar os braços".

Depois de toda essa declaração emocionada, ele chamou o pai e deram um abraço carinhoso. "Esse cara batalhou por mim. Deixou a vida dele para batalhar por mim", destacou o novo atacante do Palmeiras.

Mas não foi só isso. Deyverson, que se descreveu como um "jogador muito divertido, brincalhão", também fez rir. "Acho importante para o grupo ser brincalhão, carismático", observou. Quando comentou sobre as outras profissões que já exerceu, ele disse que tentou ser pagodeiro para ganhar mocotó, sopa de ervilha e guaraná. Por pedidos de jornalistas ele até cantou uma música. E também contou uma história de quando estava dando um show e fugiu porque tinha medo de "bichos da luz". 

A entrevista e as características do futebol de Deyverson podem animar os torcedores do Palmeiras, mas com uma ressalva: o jogador admitiu que não está em forma e portanto ainda vai demorar um pouco para estrear. O foco do Palmeiras é a Copa Libertadores, e o próximo jogo será no dia 9 de agosto. Será o duelo de volta contra o Barcelona-EQU. Na primeira partida, em Guayaquil, o 'Verdão' perdeu por 1-0.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 8,294 RANK 1
LEITURAS 18M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook